E-mail

atalaiapop@hotmail.com

WhatsApp

82 9 9131 8010

Câmara Municipal de Atalaia
Prefeitura Municipal de Atalaia
Júnior Vigário
Homenagem

Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo

Atalaiense coleciona títulos nacionais e internacionais no Jiu Jitsu, Vale Tudo e Muy Thai.

05/10/2019 17h34Atualizado há 3 dias
Por: Phablo Monteiro
2.153
Sérgio Melo. Foto: Divulgação.
Sérgio Melo. Foto: Divulgação.

Tudo começou no final da década de 70, na Fazenda Mataraca, no interior da cidade de Atalaia, município de Alagoas. Após uma infância de trabalho nas ruas como vendedor de picolé, carregador de compras das senhoras, feirante e trabalhando nos canaviais, Sérgio Melo, com apenas doze anos de idade, decide sair de casa e ir a luta na cidade grande.

Mesmo com tão pouca idade ele já sabia o que eram as ruas, pois desde os seis anos convivia com os mais velhos no Alto do Cruzeiro, bairro onde morava. Sua infância foi muito precoce, sempre com problemas nas ruas, o que lhe valeu a alcunha de (o filho de Zé de Melo) e foi como passou a ser conhecido. Depois de tantas aprontas, essa ideia de sair de casa se fortaleceu depois de ter visto o filme TOP GAM: Ases Indomáveis. Daí ele passou a sonhar em ser um piloto da força aérea brasileira e mostrar para todos da cidade que ele seria alguém na vida, quando todos diziam que ele não chegaria aos quatorze anos de idade.

Com umas economias que fez quando cortava cana e quando trabalhou nas feiras, além de um dinheiro dado pelo irmão, saiu de casa dizendo para o pai que iria embora, porém o pai não acreditou. E, a partir daí começa a viagem insólita de Sérgio Melo, como hoje ele é conhecido no mundo da LUTA.

Com o dinheiro que tinha e ajuda dos irmãos ele compra uma passagem de ônibus e segue para São Paulo, pois naquela época não havia tantas restrições para menores viajarem como há hoje. Depois de três noites e dois dias de viagem ele chega ao destino que escolheu para sua vida.

Com a coragem que DEUS lhe deu para enfrentar a vida, ele pergunta a um policial onde ficava a Praça da Sé, pois já tinha ouvido falar daquele lugar pela televisão e sabia que lá encontraria gente do Nordeste para orientá-lo como chegar ao Quartel da Aeronáutica, pois foi com esse propósito que saiu de casa: ser um piloto de avião.

Porém, a realidade era bem diferente e isso foi duro, mas ele conseguiu se safar e com a ajuda da Dona Cármen, que era a dona da pensão onde morava, ele não passa por mais necessidades. Depois de um tempo decide sair da pensão e se joga na sorte outra vez e conhece o submundo dos garotos de rua, pois ele se torna um. 

Após quase três anos naquela escola que é a cidade de São Paulo, consegue voltar para o Nordeste, voltar para casa. “Mas, as coisas já não eram como antes e eu já não era a mesma criança da época que sai pela primeira vez de casa. Isso não demorou muito para se notar e com menos de um mês em Atalaia, decido ir embora outra vez e de novo seguir viagem sem destino”, destaca Sérgio Melo.

Depois de várias tentativas ele consegue pegar uma carona e segue para qualquer lugar. Ao anoitecer e ainda na carroceria de um caminhão, chega a uma encruzilhada e tem que decidir se continua ou desce. Então decide descer e o caminhão segue viagem deixando Sérgio Melo para traz com a sua sorte. Onde não havia nada a não ser o escuro da noite e o som dos grilos, ele via uma estrada que o levaria a algum lugar. Foi quando de repente, como se enviado por DEUS, um fusca branco para e o motorista lhe oferece carona, prontamente aceita.

Assim seguem viagem, e tenta puxar conversa com o homem, porém esse não lhe dar a mínima. Ao chegarem no centro da cidade ele pergunta que lugar é aquele? O sujeito responde que é a rodoviária de Aracajú, então ele agradece e o misterioso salvador vai embora.

Nessa noite, dorme na rodoviária e ao amanhecer segue sem destino certo e vai a procura de trabalho. Já com quase 15 anos de idade no mesmo dia é empregado em uma empreiteira anônima e começa a trabalhar nas obras de uma barragem no interior de Sergipe. Trabalha por alguns meses e é transferido para uma outra obra no centro de Aracaju e começa a trabalhar no edifício onde quase perde a vida e onde jurou um dia comprar o melhor apartamento que houvesse naquele prédio, que se chama LAZAR SERGAU.

Trabalha dia a dia das 7 da manhã às 23 ou 24 horas da noite, com descanso nos domingos, pois a obra estava atrasada. E, com a certeza que iria receber um bom dinheiro pelos dias de trabalho e horas extras feitas, ele tem uma surpresa muito desagradável, a empreiteira clandestina fecha a porta e desaparece sem pagar a ninguém.

Com tempo determinado pra abandonar o dormitório da obra, fica sem saber o que fazer da vida, pois estava outra vez sem dinheiro e sem lugar para morar. É quando lembra que já passou por situações mais difíceis que àquela e como já diz a musica… Sacode levanta a poeira e dá a volta por cima, e como sempre vai a luta.

Após inúmeras tentativas para encontrar emprego, ele consegue um trabalho em um bar que se chamava Sol de Verão e ficava na Orla da Praia de Atalaia, o mesmo nome da sua cidade natal. “Trabalhei lá como ajudante de cozinha, passei para garçom e aos 16 anos de idade se tornou gerente do estabelecimento. Até que um dia me envolvi em uma briga no restaurante e conheci Jean Moura, o filho do meu primeiro professor de JIU-JITSU, o Mestre Jairo Moura. É quando me convidam para morar na academia e a treinar JIU-JITSU”, comenta Sérgio Melo, que com apenas três meses de treino se torna vice-campeão Norte-Nordeste daquela modalidade, começando a partir daí a colecionar títulos.

Aos 17 anos é convidado para participar do primeiro Vale Tudo realizado na cidade de Aracaju, o primeiro OPEN FREE STYLE de Vale Tudo, e se torna o primeiro Campeão de Vale Tudo daquela cidade e daquela idade.                    

Sem medo de encarar a vida, segue lutando e enfrentando todos os adversários que lhe são apresentados. O jovem que um dia chegou naquele lugar sem conhecer nada e nem ninguém, agora era o representante oficial do estado no que dizia respeito ao JIU-JITSU e Vale Tudo. Passou a ser conhecido e respeitado por todos, sem exceção.

Sérgio Melo ao lado de Hélio Gracie, o patrono do Jiu Jitsu brasileiro. 

Após varias competições ele finalmente é convidado para participar do campeonato Mundial de Vale Tudo (IVC). Em 23 agosto de 1998, em São Paulo, Sérgio Melo ganhou projeção no cenário nacional ao derrotar três adversários na mesma noite, na sétima edição do IVC. Sérgio faturou o torneio derrotando nomes como Rafael Cordeiro, Claudionor Cardoso e Johnny Eduardo.

Na primeira luta, Sérgio Melo derrotou Rafael Cordeiro com apenas 11 minutos e 32 segundos de confronto. Na segunda luta, com o tempo de 6 minutos e 23 segundo, derrotou Claudionor Cardoso por nocaute técnico. O evento principal do torneio foi a luta entre Sérgio Melo e Johnny Eduardo. Com 16 minutos e 25 segundo, o atalaiense venceu a luta por finalização (Rear-Naked Estrangulamento).

“O IVC foi a catapulta para que as pessoas me conhecessem no MMA. Infelizmente, devido às situações da vida, como trabalho, viagens para Europa, cursos e outras coisas, me afastei do MMA”, revela o campeão.

Mas, a vida lhe reservava outros planos. “Não consegui com aquele titulo o que esperava e com isso me decepcionei com o que estava acontecendo na minha vida, pois acabara de vencer a mais difícil competição de lutas que existia no mundo e se encontrava vendendo água mineral e biscoito no sinal de trânsito da Lagoa Rodrigues de Freitas, no Rio de Janeiro, pois não tinha patrocínio para se manter e não tinha perspectivas de lutas”, lembra Sérgio Melo.

É quando resolve dar uma guinada na vida e sair do país. E, com umas economias feitas, ele vai para França e tenta ingressar na força do exército conhecido como LEGIÃO ESTRANGEIRA. Mas, devido o excesso de voluntários, ele é automaticamente excluído.

Sem falar francês ou outra língua a não ser o português, decide ir para Portugal e lá começar uma nova vida. Com pouco dinheiro e sem mais uma vez conhecer ninguém, tem que optar em comer ou morar, e como a alimentação é sempre a prioridade, ele fica 45 dias do Inverno Europeu dormindo nas ruas. A procura de trabalho e sem muito sucesso, ele segue até que finalmente consegue um trabalho em uma obra e também em um restaurante. Daí passa a trabalhar na obra pelo dia e no restaurante a noite.

“Uma senhora chamada Dona Fernanda foi uma grande pessoa na minha vida, pois ela me acolheu em seu restaurante e lá passei a morar em seu estabelecimento e a trabalhar exclusivamente para ela”, destaca o atalaiense.

Após muito trabalho, ele começa a se envolver outra vez com a luta e começa a dar aulas de jiu-jitsu. Não tarda muito, pois seu talento no esporte é notório e graças ao sucesso, ele junto do amigo Sandro Bala formam uma grade turma e passam a serem conhecidos, arrumando trabalhos como segurança particular e de discoteca.

E, com a oportunidade dada pelo seu patrão e amigo TÉTÓ, ele passa a trabalhar no CENOURA DO RIO e conhece outra pessoa espetacular que é o PAULO VICENTE RIBEIRO, o CENOURA. É através deles que consegue juntar dinheiro e ajudar a dois amigos que estavam no Brasil a virem para Portugal. O primeiro foi o Marcelo Bernado, o REFORÇADO como gosta de ser chamado, o segundo foi o José Arnaldo, o PITBUL como também gosta de ser chamado. “Graças a Deus eles conseguiram se adaptar muito bem e depois de tudo estar certo com meus amigos, decidi ir a luta outra vez e ir buscar vencer o desafio que estava pendente na minha vida, que era ser um LEGIONÁRIO”, comentou.

Dessa vez é diferente, ele é aceito, passa nos testes e depois de muitos treinos físicos e principalmente psicológicos, se torna um LEGIONÁRIO DA LEGIÃO ESTRANGEIRA. Robert Decascos era seu nome. Com o sonho concretizado, ele pede dispensa para voltar a lutar e outra vez se tornar Campeão Mundial de Vale Tudo na sua categoria. “Não foi fácil, pois uma vez lá dentro, para sair antes do tempo era praticamente impossível, mas depois de varias punições e um molho de meses, fui dispensado e voltei para Portugal”, revela Sérgio Melo.

Começando outra vez a sua historia, só que dessa vez com uma grande bagagem e com amigos a sua espera, graças a Deus. “O António Rego, o Toninho como é tratado e o João da Silva passam a ser os dois pilares para a concretização de meus sonhos e com seus apoios vou a busca, como sempre fiz, do meu lugar ao sol”.

Sérgio Melo comenta que um grande sonho que o persegue, é abrir uma Instituição para apoiar, educar e direcionar menores de sua cidade natal, para que não seja preciso que eles passem pelo que ele passou e para que tenham uma oportunidade na vida como ele teve.

Já nos primeiros anos do século XXI, teve bons resultados e conseguiu se tornar campeão brasileiro de Muay Thai (boxe tailandês), além de lutar no Suriname uma competição de Vale Tudo, da qual foi campeão.

“Graças as pessoas que me foram gentis e amigos, tais como meus anjos da guarda aqui na terra que são o António Rego ou Toninho Malvadeza e o João da Silva, o Dto. João, essas duas pessoas são e serão sempre donos de certa forma do destino de Sérgio Melo, pois eles são os que lhe servem e como  forma de agradecimento, irei sempre ajudá-los.  É com muita fé em Deus e trabalho que irei continua “lutando” para conseguir chegar onde almejo”, destaca o atalaiense Sérgio Melo.

Empresário e atualmente residindo em Portugal, onde dar aula de Jiu-Jitsu e MMA, Sérgio Melo participou em agosto de 2017 da Ultra Maratona PT 281 Beira Baixa, uma ultramaratona realizada em Portugal. A prova consiste em 281 quilômetros sob forte calor e em terreno irregular, com subidas e descidas. Na época com 39 anos, Sérgio Melo completou a prova em 62h32m.

Tem formação nas seguintes Academias: Academia Jairo Moura (1995 a 1996) no Rio de Janeiro – RJ; Academia Strauch (1998 a 1999) no Rio de Janeiro – RJ; Academia Nobre Arte – Boxe no Rio de Janeiro – RJ; Academia Champion Factory – Muy Thai no Rio de Janeiro e na Academia Osvaldo Alves (1999 e 2003) no Rio de Janeiro – RJ.

Confira seus Títulos:

JIU-JITSU

Campeonato Norte Nordeste / Novembro de 1995 – Vice Campeão Peso e Absoluto (Recife-PE);
Taça Leonio Jiu Jitsu / Janeiro de 1996 – Campeã (Aracajú-SE);
Copa Fala Garoto / Agosto de 1996 – Vice-Campeão e 3º Absoluto (Salvador-BA);
Copa Bali / Agosto de 1996 – Campeão no Peso e Vice-Campeão Absoluto (Natal-RN);
Campeonato Alagoano de Jiu Jitsu / Julho de 1997 – Campeão no Peso e Campeão Absoluto;
Campeonato Norte Nordeste de Jiu Jitsu / Dezembro de 1997 – Campeão no Peso e 3º Absoluto (Recife-PE);
Campeonato Sergipano  de Jiu Jitsu / Dezembro de 1997 – Campeão em todas as categorias (Aracajú-SE);
Taça São Gonçalo de Jiu Jitsu / Dezembro de 1997 – Campeão no Peso e Vice Absoluto (Rio de Janeiro);
Campeonato dos Mestres de Jiu Jitsu / Março de 1998 – Campeão e 3º Absoluto (Rio de Janeiro-RJ);
Campeonato Cidade de Niterói / Abril de 1998 – Campeão e Vice-Campeão Absoluto (Niterói-RJ);
Campeonato Cidade Maravilhosa de Jiu Jitsu / Abril de 1998 – Campeão no Peso e Campeão Absoluto (Rio de Janeiro-RJ);
Iron Men de Jiu Jitsu / Junho de 1998 – Vice-Campeão (Rio de Janeiro-RJ);
Taça São Gonçalo / Julho de 1998 – Campeão no Peso e Campeão Absoluto (Rio de Janeiro-RJ);
Campeonato Mundial de Jiu Jitsu / 1998 - 7º colocado (Rio de Janeiro-RJ);
Campeonato Alfa Barra / Novembro de 1998 - 3º Colocado (Rio de Janeiro-RJ);
Campeonato Universidade Gama Filho / Março de 1999 – Vice-Campeão (Rio de Janeiro-RJ);
Campeonato Nacional Português de Jiu Jitsu / 2004 – Campeão no Peso e 3º Absoluto (Lisboa-Portugal).

VALE TUDO

Open Freen-Style de Vale Tudo / Março de 1996 – Campeão (Aracajú-SE);
Gladiador de Vale Tudo / Junho de 1996 – Luta Ganha – abandono por lesão;
Moura de Vale Tudo / Outubro de 1996 – Campeão (Aracajú-SE);
Reality Fighting Vale Tudo da Paraíba / Junho de 1997 – Campeão
Extreme Fighting Vale Tudo / Julho de 1997 – Campeão (Recife-PE);
Campeonato Brasil de Vale Tudo / Setembro de 1997 – Campeão (Recife-PE);
VII Campeonato Mundial de Vale Tudo / Agosto de 1998 – Campeão (São Paulo-SP)
I Vale Tudo de Portugal / Maio de 2005 – Campeão (Lisboa-Portugal);
The MMA Suriname vs World / Agosto de 2007 – Now Constest (Campeão) (Suriname).

MUY THAI

Campeonato Brasileiro de Muy Thai / Agosto de 2007 – Campeão (Rio de Janeiro-RJ).

  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
  • Sérgio Melo - Campeão Mundial de Vale Tudo
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.