E-mail

atalaiapop@hotmail.com

WhatsApp

82 9 9131 8010

Prefeitura Municipal de Atalaia
Câmara Municipal de Atalaia
Júnior Vigário
Zé Neto

Monumento cultural em Atalaia vai homenagear um dos grandes folcloristas da terra

Zé Neto foi fundador do Pastoril Nossa Senhora das Brotas, da primeira quadrilha junina da cidade e também organizou Escola de Samba e duas Bandas Fanfarras.

30/08/2019 12h10Atualizado há 3 meses
Por: Phablo Monteiro
1.936
José Rocha da Silva é natural do município de Atalaia, nascido no Povoado Bittencourt.
José Rocha da Silva é natural do município de Atalaia, nascido no Povoado Bittencourt.

Monumentos são criados para preservar memórias e marcar acontecimentos. E, na manhã desta próxima segunda-feira, dia 2 de setembro, a cidade de Atalaia estará em festa para inaugurar um monumento cultural, um pandeiro gigante, em homenagem a um dos grandes nomes do Folclore atalaiense, José Rocha da Silva, popularmente conhecido como Zé Neto, falecido em setembro de 2007.

Feita em aço, a escultura que será instalada na Praça Major Cícero de Góes Monteiro, em frente à Igreja de Nossa Senhora da Conceição, foi idealizada pelo artista plástico atalaiense Jerônimo Miranda, contando com a participação do arquiteto Marcos Cabral e de uma equipe de serralheiros da cidade, entre eles o vereador Quinho do Portão e o Deca.

Artista plástico Jerônimo Miranda e equipe na construção da escultura em homenagem ao folclorista Zé Neto.

Para Jerônimo Miranda, essa escultura vai eternizar o nome de um grande folclorista, resgatar tradições e oferecer mais um atrativo turístico para o município. “Esse homem muito fez pela cultura de raiz de nossa Atalaia das Alagoas, do Nordeste e do Brasil. O folclorista José Neto, junto com sua esposa Salete, com eles muito aprendi na minha infância e juventude. Nossas homenagens e reconhecimentos a esses mestres que muito dignificam o SABER e o orgulho da simplicidade com veracidade. Felicidade é pouco”, destacou o renomado artista.

Natural do município de Atalaia, Zé Neto nasceu em 12 de junho de 1945, no Povoado Bittencourt. Filho do senhor Manoel da Rocha Silva e da senhora Maria Alexandre da Silva. Casado com Maria Sallet Silva, de cuja união geraram cinco filhos: Antonio Maria, Katilene Maria, José Rocha Junior, José Jonathas e Gilliard Ângelo.

Foi um grande admirador do folclore alagoano, fundando em 1980 o Pastoril Nossa Senhora das Brotas. Organizou a 1ª Quadrilha Junina do município de Atalaia, a "Quebra-Coco". Também carnavalesco, desfilou por 2 anos com a Escola de Samba "Os Caretas". Semi-analfabeto, Zé Neto foi um SONHADOR e um REALIZADOR.

Em função do alto índice de desemprego na comunidade do bairro Santa Edwirgens, Zé Neto e sua esposa criaram uma campanha para retirar os jovens das drogas, da violência e do analfabetismo o que resultou em grande vitória, pois seus projetos foram realizados. Exemplo desse sucesso, foi a CACMA, que era o Centro de Apoio à Cultura, onde chegou a atender 200 adolescentes e crianças, que participavam de duas Bandas Fanfarras, escolas de dança e de um grupo teatral. Ainda era ministrada no Centro da cidade aulas de reforço para crianças com dificuldades de aprendizagem.

A inauguração está marcada para as 09 horas da manhã, com uma apresentação de sua biografia e do hino da cidade, em solenidade na Câmara de Vereadores. Logo após, acontece a inauguração da escultura na Praça Major Cícero de Góes Monteiro, com a presença de autoridades, familiares e população presente.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.