Sábado, 02 de Março de 2024
27°

Tempo nublado

Atalaia, AL

História Homenagem

Pedro Melo de Albuquerque

Pertencente a uma tradicional família de Atalaia, foi um grande agricultor no município.

06/12/2023 às 07h17 Atualizada em 16/12/2023 às 14h01
Por: Phablo Monteiro Fonte: Fotos: Arquivo Familiar
Compartilhe:
Pedro Melo de Albuquerque, o Major Pedrinho.
Pedro Melo de Albuquerque, o Major Pedrinho.

PEDRO MELO DE ALBUQUERQUE nasceu em 1918, na casa grande do antigo Engenho Torneiro, em Atalaia, Alagoas. Foi um dos dez filhos do senhor José de Albuquerque Pontes Filho, conhecido como Zé Menino, e de Dona Ana Melo. O engenho em que nasceu, era propriedade de seu pai e depois se transformou na Fazenda Boa Sorte.

Descendia de uma das mais importantes famílias da região, formada por grandes proprietários de terra. Seu avô, o senhor José de Albuquerque Pontes, o Major Zezinho, foi um agricultor bem-sucedido na região da grande Atalaia (Atalaia, Capela e Cajueiro), chegando a ser eleito vice-prefeito de Atalaia na década de 20 do século passado. 

Também conhecido como Major Pedrinho ou Seu Pedrinho, foi proprietário da Fazenda Boa Sorte, propriedade que ainda hoje está sob a posse de um de seus filhos. Através do seu trabalho como agricultor, fornecedor de cana-de-açúcar e dono de uma casa de farinha, Major Pedrinho adquiriu mais duas propriedades, a Fazenda São Salvador e a Fazenda Serrinha, esta última situada próxima ao Distrito Branca.  

Continua após a publicidade

Foi casado com Julieta Lopes de Albuquerque, com quem teve quatro filhos: José Lopes de Albuquerque (Zé do Pedrinho), Gedilson Lopes de Albuquerque, Gerson Albuquerque (Géo da Boa Sorte) e Jacilda Lopes de Albuquerque. 

Pai de um dos maiores líderes políticos da história contemporânea de Atalaia, o José Lopes de Albuquerque, prefeito do município por três mandatos. E foi o Major Pedrinho quem colocou o apelido que marcou o ex-prefeito durante toda a sua vida, pois, quando avistava seu filho, costumava dizer “lá vem o Zé do Pedrinho”. 

É avô da ex-vereadora de Atalaia, Marta Albuquerque, filha do ex-prefeito Zé do Pedrinho.

Major Pedrinho era uma pessoa muito pacata, que vivia da sua casa para a fazenda. Uma pessoa do bem, honesta, sempre respeitado por todos e amado por todos. Sempre morou na sede da Fazenda Boa Sorte”, destaca sua neta Juliana Melo.

A Fazenda Boa Sorte, uma das propriedades mais belas de Atalaia, chegou a ser vendida por Zé Menino. No entanto, Major Pedrinho, reconhecendo sua importância para a família, empenhou-se em adquiri-la, transformando-a na residência oficial de sua família. Anos depois, as terras da Boa Sorte foram arrendadas ao seu filho Gerson. "A Boa Sorte sempre foi um local frequentado por todos os netos, onde tivemos nossa infância e crescemos. Sempre estávamos lá reunidos em sua casa", lembra Juliana Melo.

Em 1995, aos 77 anos de idade, Pedro Melo de Albuquerque faleceu vítima de um infarto fulminante. Seu legado perdura na memória de seus familiares e da comunidade de Atalaia.

Fazenda Boa Sorte

Netos do Major Pedrinho, em frente a residência da Fazenda Boa Sorte.

José Lopes de Albuquerque, o Zé do Pedrinho.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias