Cultura CEPP

Grupo Atuar encanta plateia no Centro Social Atalaiense com a hilária história do deputado Zé Rufino

Grupo teatral é formado por alunos do Centro Educacional O Pequeno Príncipe (CEPP).

12/10/2018 20h23 Atualizada há 2 anos
2.033
Por: Phablo Monteiro
Com uma história hilária, espetáculo levou platéia às gargalhadas
Com uma história hilária, espetáculo levou platéia às gargalhadas

Os integrantes do Grupo Atuar, formado por alunos e coordenadores do Centro Educacional O Pequeno Príncipe (CEPP), tornaram inesquecível a noite desta última quinta-feira (11), para os atalaienses de todas as idades que foram ao Clube Social Atalaiense prestigiar a apresentação do espetáculo NÃO ME ENGANE QUE SAI CARO. A plateia aplaudiu de pé a performance dos jovens artistas da terra e voltaram para casa com um largo sorriso no rosto, encantados com enorme talento.

Apresentado pela primeira vez em Atalaia, após inúmeros pedidos, o espetáculo foi um dos mais prestigiados e aclamados da 22ª edição do Festival Estudantil de Teatro de Alagoas, realizada neste último mês de setembro.

Com texto do ator e professor de teatro Alberto do Carmo, adaptação e direção do professor Dola Rocha, a peça ‘Não me Engane que Sai Caro’, apresenta um roteiro teatral baseado em uma grande comédia que passa no sertão, onde conta à história do deputado Zé Rufino, que gosta muito de enganar seus eleitores e que após um envenenamento acidental, vai ter que escolher entre o céu ou o inferno.

Para o diretor Dola Rocha, realizar essa apresentação em Atalaia foi um momento especial para o Grupo Atuar. “A palavra é gratidão. Agradecer ao público que compareceu no Centro Social Atalaiense. Precisamos agradecer a Deus, a família, aos professores que nos ajudaram, a equipe técnica do Grupo Atuar, pois aqui é um grande time. Temos um projeto de apresentar a cada 15 dias um espetáculo aqui no município e temos também o projeto do Atuar Kids, onde vamos trabalhar com as crianças. Tudo isso é fruto do empenho e sucesso que o Grupo Atuar vem alcançando”, ressaltou.

Diretora do Centro Educacional O Pequeno Príncipe e incentivadora do desenvolvimento de atividades culturais em nosso município, a Educadora Maidy Rocha não escondeu sua emoção em acompanhar seus alunos brilhando no palco. “É um sentimento de realização pessoal, de realização profissional. Emoção por ter a certeza que a nossa Escola e os nossos jovens estão no caminho certo, na busca do resgate da nossa cultura. Em um momento especial, Atalaia merece momentos como esse. Foi algo muito especial, especialmente por estarmos apresentando esse espetáculo em nossa terra”, destacou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias