Terça, 21 de Setembro de 2021
21°

Poucas nuvens

Atalaia - AL

Saúde Vacinação

Atalaia e outros seis municípios alagoanos vão passar a receber a vacina da Pfizer

Em Alagoas Imunizante já é aplicado em Maceió e em Arapiraca.

24/05/2021 às 20h50
Por: Phablo Monteiro Fonte: SESAU Alagoas - João Victor Barroso
Compartilhe:
Vacina Pfizer contra a Covid-19 — Foto: Ascom Sesau/ Carla Cleto
Vacina Pfizer contra a Covid-19 — Foto: Ascom Sesau/ Carla Cleto

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que Atalaia, Coruripe, Marechal Deodoro, São Miguel dos Campos, Teotônio Vilela e União dos Palmares vão passar a receber a vacina da Pfizer. O Imunizante já é aplicado em Maceió e em Arapiraca.

Para assegurar o acondicionamento e aplicação corretos da vacina Pfizer, que deve ser armazenada em temperatura diferenciada, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), por meio do Programa Nacional de Imunização em Alagoas (PNI/AL), iniciou, nesta segunda-feira (24), uma capacitação junto aos 102 municípios alagoanos. O treinamento, que foi destinada aos coordenadores municipais de imunização, coordenadores de Atenção Primária, enfermeiros e técnicos de enfermagem, aconteceu no auditório do Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), no bairro Farol, em Maceió.  

“Os critérios definidos na resolução da CIB para a escolha desses sete municípios foram ter uma população a partir de 40 mil habitantes e estarem localizados a uma distância de no máximo duas horas e 30 minutos da Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos de Maceió. Os demais municípios alagoanos serão incluídos nas próximas etapas de maneira gradual”, disse Rafaela Siqueira, assessora técnica do PNI/AL.

Outro critério utilizado foi a capacidade do município em acondicionar corretamente as doses da vacina Pfizer. Também foi levada em consideração a logística de transporte, que deve ser feita em veículo com ambiente refrigerado.

Rafaela Siqueira ainda explicou que o treinamento foi direcionado para a parte técnica e as orientações sobre a operacionalização do imunizante. Isso porque, por ser uma vacina de vírus RNA mensageiro, requer alguns cuidados diferente dos outros imunobiológicos contra a Covid-19.

“Esse imunizante precisa ser armazenado em temperaturas negativas para não haver perda de doses. O ideal é o acondicionamento entre -80° e -60° Celsius para ter uma validade de seis meses, podendo ser armazenado por 15 dias em temperatura entre -25° e -15° Celsius. Caso o frasco seja descongelado e mantido em temperatura entre 2° e 8° Celsius, as doses dessa ampola devem ser administradas em até cinco dias”, informou Rafaela Siqueira.

“Por causa desses cuidados com a temperatura, alertamos para a organização que deve existir em cada município para a utilização das doses e, assim, não haver perdas dos imunizantes. Também orientamos os técnicos sobre a quantidade de mililitros que deve ser inoculado em cada pessoa, uma vez que o volume para a aplicação da Pfizer deve ser de 0,3 ml”, destacou a assessora técnica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias