História Homenagem

Prefeito José Tenório de Albuquerque Lins – O Major José Tenório

Prefeito de Atalaia por dois mandatos, entre os anos de 1951 a 1956 e de 1961 a 1966.

20/08/2018 13h30 Atualizada há 2 anos
2.125
Por: Phablo Monteiro
Prefeito Major José Tenório
Prefeito Major José Tenório

Em 05 de novembro de 1905, nascia na cidade de Atalaia, José Tenório de Albuquerque Lins. Era o 10º filho do Sr. Coronel João Evangelista da Costa Tenório com a Sra. Anna da Costa Mello Lins. Descendia de duas das famílias mais tradicionais de Atalaia. Seu pai era dono do Engenho Estrela e foi Intendente de Atalaia entre os anos de 1910 a 1912. Seus avôs, Luiz Tenório de Albuquerque e Miquilino Marinho de Mello também foram políticos de destaque, quando Atalaia ainda era Vila.

Ainda muito jovem casa-se com a senhora Elita Tenório Maia, com quem teve três filhos. Aos 23 anos, em 1928, casa-se novamente, dessa vez com senhora Maria Teresa de Melo Costa, em cerimônia realizada na Fazenda Liberdade, localizada no município de Atalaia. Dessa segunda união, também teve três filhos, entre eles o ex-senador da República, João Evangelista da Costa Tenório.

Recebeu o título de Major e era agricultor, chegando a ser vereador e prefeito de Atalaia por dois mandatos, entre os anos de 1951 a 1955 e de 1961 a 1966. Com o fim do Estado Novo, em 1945, foi o segundo prefeito eleito nesse período de redemocratização do Brasil. Muitos consideram que ele protagonizou com o ex-prefeito Zeca Lopes o período de maior disputa política da história de Atalaia. O seu grupo político dominou por 15 anos seguidos o município de Atalaia.

Vandete Pacheco em seu Livro Atalaia Último Reduto dos Palmarinos, nos conta que ele foi o responsável pela pavimentação de várias ruas da cidade em sua primeira gestão. “O primeiro calçamento surgiu na Cidade Baixa em 1926 na rua Marechal Deodoro. Era de pedra rachão, trocado depois para paralelepípedo. As demais ruas só foram pavimentadas a partir de 1951 na gestão de José Tenório de Albuquerque Lins”.

Também foi o primeiro prefeito responsável por levar água encanada para as residências dos atalaienses, no ano de 1954.

“O Major era um homem simples. Não teve quase nenhuma escolaridade, mas procurava sempre aprender. Lia muito, conversava com os jovens e o que mais impressiona é o seu espírito aberto para o novo em um homem com tão pouca instrução. E isto é o que mais precisamos resgatar nos dias de hoje: a coragem para buscar nossos sonhos, arregaçar as mangas e tentar colocá-los em prática, o respeito pelo próximo, mantendo sempre a dignidade, o incentivo aos valores de família, solidariedade. E o eterno olhar de quem vê um pouco mais adiante", destaca sua neta, a escritora Patrícia Tenório, responsável por eternizar em 2005, a história do Major José Tenório em uma biografia romanceda de 288 páginas, através do livro: Major, Eterno É O Espírito.

"Tenho muitas lembranças doces do Major José Tenório. As recordações mais fortes são as do avô carinhoso, me contando histórias de uma coruja e seus filhotes que ela considerava os mais belos do mundo. Mas quando escrevi O Major - Eterno é o Espírito é que realmente o conheci, todas as facetas de um homem forte, corajoso, muitas vezes rude, mas com o coração maior que o Universo. Entendo certas atitudes mais rígidas dele como necessárias ao contexto em que viveu, e sem querer perdoá-lo pelos erros cometidos, acredito que ele tentava muito acertar e o que é o ser humano a não ser essas escolhas, certas, erradas, mas com a intenção de crescer e ajudar os outros a encontrar seus caminhos nessa vida”, completa Patrícia Tenório.

O jornalista Ênio Lins destaca a qualidade empreendedora do Major. "José Tenório de Albuquerque Lins fez história como empreendedor e marcou presença também na política alagoana. Mais conhecido como Major Zé Tenório, soube tornar-se um dos poucos vitoriosos na fase final da sofrida transição dos engenhos de açúcar para as usinas em Alagoas, e deixou as bases para a expansão e diversificação empresariais sob o comando de seus descendentes, cujas realizações e investimentos já ultrapassaram, em muito, os limites alagoanos”.

O Major José Tenório foi fundador de uma das maiores industrias de açúcar de Alagoas, a Triunfo Companhia Agroindustrial Ltda, no município de Boca da Mata, cuja produção de açúcar, na época, situava-se em torno de 23.000 sacos. “Seu parque industrial serviu de elemento de impulso ao desenvolvimento da região, cujos benefícios vêm-se notando ao longo dos anos. O crescente desenvolvimento das cidades ao seu redor se faz sentir, com a instalação de unidades bancárias, hospitalares, colégios, comarcas. Fonte contínua de trabalho e renda para os municípios, é responsável pela modificação do cenário local, elevando a qualidade de vida dos cidadãos residentes nos seus arredores”, destaca a empresa, em seu site oficial.

“Tudo aquilo se tornou real graças à força de vontade de um homem verdadeiramente extraordinário, que acreditou na potencialidade da região, lutou contra a incredulidade, comprometeu seu patrimônio, trabalhou dia e noite, domou a terra áspera e venceu”, destacou o ex-governador Divaldo Suruagy, em artigo publicado em 21 de março de 2014, no site Tribuna do Sertão.

O ex-governador assim o descreve: “alto, magro, ouvindo mais do que falando, personalidade dominadora. O Major Zé Tenório, ou simplesmente, Major, como todos o chamavam, era a própria imagem física do líder”, comentou Suruagy, destacando também que era um homem “leal e dedicado, que jamais titubiava na defesa de um amigo que estivesse a precisar de apoio ou de solidariedade. Expunha-se, enfrentava conscientemente os riscos e considerava a amizade o bem maior”.

Suruagy ainda lembra em seu artigo que apesar de ter sido vereador e prefeito de Atalaia, o Major guardava certo desencanto da política partidária. “O seu partido era daqueles a quem admirava e respeitava. As siglas pouco significavam para ele. Votava e apoiava pessoas e não, agremiações”, concluiu.

Com 73 anos de idade, faleceu em 14 de dezembro de 1978, na cidade de Recife, Pernambuco.

Recebeu homenagens que eternizaram seu nome. Em Maceió, no Conjunto José Tenório de Albuquerque Lins, que está localizado no bairro de Serraria. Na cidade de Boca da Mata, na Escola Municipal José Tenório de Albuquerque Lins, localizada no Povoado Duas Estradas. Em Atalaia, foi homenageado com seu nome colocado em uma das ruas do centro da cidade. 

Em 05 de novembro de 2005, foi fundado o MEMORIAL MAJOR JOSÉ TENÓRIO, na Fazenda Ilhota, Zona Rural da cidade de Boca da Mata. O memorial é composto por um acervo de fotografias, mobílias e objetos pessoais que pertenceram ao Major.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias