Sexta, 22 de fevereiro de 2019
82 9 9131 8010
Cidade

06/02/2019 às 12h03 - atualizada em 06/02/2019 às 12h09

274

Phablo Monteiro

Atalaia / AL

Transporte público para estudantes foi tema do IV Fórum Sindical organizado pelo SEATA
Evento foi realizado na tarde desta terça-feira (05).
Transporte público para estudantes foi tema do IV Fórum Sindical organizado pelo SEATA
Estudantes universitários maracaram presença.

O Sindicato dos Educadores de Atalaia – SEATA, organizou na tarde desta terça-feira (05), a 4ª edição do Fórum Sindical de Atalaia. Realizado no Plenário da Câmara Municipal, o evento este ano trouxe como tema o TRANSPORTE PÚBLICO PARA ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR, TÉCNICO e OUTROS.


Voltado especialmente aos estudantes do município que utilizam o transporte público para as unidades de ensino na cidade de Maceió, o Fórum Sindical contou com a participação de representantes do SEATA, de vereadores, do procurador da Prefeitura de Atalaia, Dr. Márcio Roberto Júnior, de funcionários públicos, entre outros.


Os estudantes atalaienses protestam contra o Decreto 02/2019, datado de 28 de janeiro, onde o Executivo Municipal regulamentou o transporte para estudantes de cursos de graduação, tecnológico e de ensino técnicos profissionalizantes de nível médio, cujas instituições de ensino não estejam localizadas na cidade de Atalaia.


Entre os principais pontos contestados, estão a considerável diminuição na quantidade de ônibus disponibilizados (um por turno) e as condições impostas para selecionar quem pode ou não utilizar o transporte público.


Segundo nota divulgada pela Prefeitura de Atalaia, em 01 de fevereiro, a medida é em decorrência dos reflexos da grave crise econômica e financeira que enfrenta o país e serve para garantir aos estudantes que comprovarem a sua hipossuficiencia, o transporte universitário para Maceió.


Representando o Poder Executivo, o Procurador Dr. Márcio Roberto Júnior destacou que o Decreto é necessário para regulamentar esse serviço, evitando situações de suspensão total desse serviço, como aconteceu na gestão anterior.


“Tivemos reuniões aqui na Câmara com o vereador Alexandre Tenório e com estudantes para viabilizar alguma regulamentação. Foi exigido ao município essa regulamentação. Com a proximidade das aulas, resolveu-se editar um Decreto. Algumas clausulas do Decreto, que não estão em conformidade com os anseios dos estudantes, nós iremos sentar e, conjuntamente, tentar resolver. O prefeito está de portas abertas para tentar conversar e chegarmos numa medida que seja importante para os estudantes, mas que também seja salutar para o município. De forma alguma o prefeito Chico Vigário quer impedir que o atalaiense vá buscar a sua melhora em Maceió. Só que hoje vivemos num país que tudo precisa de regulamentação e, estamos aqui dispostos a chegar a um denominador comum”, destaca o Procurador.


Para o presidente da Câmara, vereador Alexandre Tenório é necessário que seja feita uma reavaliação das consequências que essa medida vai causar.


“Acho que é preciso haver um estudo, pois a coisa estava um pouco desorganizada, necessitando que as pessoas que trabalham em Maceió tenham a consciência de não pegar corona no ônibus, pois a prioridade é do estudante. Acredito eu, que um projeto desse que foi apresentado, não passa nem nas comissões. Vejo a necessidade dos ônibus e quero dizer aos estudantes podem contar comigo no que for preciso para ajudá-los”, comentou o vereador Alexandre Tenório.


Na oportunidade, vários estudantes fizeram uso da palavra, se posicionando de forma contrária a medida adota e solicitando a revisão da mesma.  


Uma reunião está marcada para esta quarta-feira (06), com representantes do Poder Executivo, juiz, promotor e defensor público.


Enquanto aguardam uma revisão da medida adota, dezenas de estudantes saíram às ruas do município na manhã desta quarta-feira (06), com cartazes nas mãos, para protestar e pedir que seja restabelecida a quantidade de ônibus anteriormente disponibilizados.

FONTE: Fotos: Facebook SEATA.

Clique nas imagens abaixo para ampliar:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium