Terça, 16 de Abril de 2024
25°

Chuvas esparsas

Atalaia, AL

História Homenagem

Jaime Miranda da Costa

Eleito, por unanimidade, presidente da Câmara Municipal de Atalaia no biênio 1989 a 1990. 

01/04/2024 às 06h50 Atualizada em 01/04/2024 às 08h08
Por: Phablo Monteiro Fonte: Fotos: Arquivo Familiar
Compartilhe:
Vereador Jaime Miranda da Costa.
Vereador Jaime Miranda da Costa.

Jaime Miranda da Costa nasceu em 23 de janeiro de 1943, na Fazenda Palha Branca, propriedade de seu pai, localizada no município de Atalaia. Ele era filho de Josias Miranda da Costa e Floraci Paulo Correia. 

Foi casado com Maria do Socorro Soares da Costa, com quem teve cinco filhos: Jairisson Herbert, Jerry Andrey, Joney Rusével (Toninho Miranda), Sônia Sabrine e Scheila Dione. Residia com sua família na Rua Barão José Miguel, no centro de Atalaia.

Jaime Miranda foi um nome importante no comércio local de Atalaia. Ele era proprietário de uma tradicional loja de tecidos e, em 1991, abriu uma loja de móveis chamada "Lindo Lar Móveis".

Continua após a publicidade

 

Fez parte da primeira turma de alunos do antigo Ginásio Nossa Senhora das Brotas. 

Já casado, após aprovação em vestibular, cursou e se formou em Direito no Centro de Estudos Superiores de Maceió (CESMAC), tornou-se advogado, exercendo também a função de assessor jurídico.

Também trabalhou como assistente administrativo e professor de Geografia e Organização Social e Política Brasileira (OSPB) no antigo Colégio Dr. João Carlos, demonstrando desde essa época seu compromisso com a educação e o desenvolvimento da comunidade atalaiense.

Após grande apelo popular, Jaime Miranda da Costa ingressa na política local. Ele foi eleito vereador de Atalaia, servindo em dois mandatos legislativos consecutivos, nas Legislaturas 1983 a 1988 e 1989 a 1992. 

Na eleição de 1982, foi candidato a vereador pelo antigo PDS, apoiando o candidato a prefeito Hilton Agra de Albuquerque. “Nesta eleição o voto só era válido se alguém votasse no meu pai e também no Hilton Agra, era um voto vinculado. Mesmo o Hilton Agra perdendo a eleição, meu pai foi muito bem votado e eleito. Teve ainda muitos votos anulados, pois eleitores votaram nele o no Zé do Pedrinho”, lembra o seu filho Toninho Miranda, que anos mais tarde também viria a ser eleito vereador por Atalaia. 

Por ser um dos vereadores destaques na Legislatura 1983/88, Jaime Miranda era naturalmente o grande favorito para concorrer pela oposição, ao cargo de prefeito de Atalaia na eleição de 1988. Contava com o apoio dos deputados Zeca Torres (deputado estadual) e Roberto Torres (deputado federal), que buscavam viabilizar a candidatura de Jaime Miranda ao Executivo.  

Mas, Jaime Miranda preferiu abrir mão dessa possibilidade, para participar ativamente da articulação política que viabilizou a candidatura do jovem e então vereador Chico Vigário, filho de Luiz Vigário, que já despontava com um futuro promissor na política de Atalaia e, como candidato a vice, do Zé Humberto, que trazia todo peso de uma das mais tradicionais famílias atalaienses. Chico venceu as eleições para exercer seu primeiro mandato de prefeito.   

Naquela eleição ocorrida em 1988, pelo PTB, Jaime Miranda foi o vereador mais votado com 350 votos. Sua dedicação e compromisso com a comunidade, somadas ao grande respeito e admiração que a classe política lhe tinha, o levaram a ser eleito por unanimidade, presidente da Câmara Municipal de Atalaia no biênio 1989 a 1990. 

Como presidente da Câmara, foi o responsável pela criação da Lei Orgânica da Casa Hilton Agra de Albuquerque, após a Constituinte de 1988.

Em 1992, quando se preparava para disputar sua reeleição ao cargo vereador, Jaime foi convidado pelo ex-prefeito Zé do Pedrinho, que buscava retornar ao comando da Prefeitura de Atalaia. 

Apesar de já está com sua saúde debilitada, Jaime Miranda aceita o convite para integrar a chapa com Zé do Pedrinho, sendo derrotados nas urnas para o prefeito eleito Aluísio Lopes de Medeiros. Para o Legislativo, colocou o nome de seu filho Jairisson Herbert na disputa, sendo este eleito vereador por Atalaia na Legislatura 1993 a 1996.

Jaime Miranda teve outro filho vereador por Atalaia, o Toninho Miranda, eleito pelo MDB na eleição do ano 2000, sendo o segundo mais votado do partido naquela eleição. Toninho Miranda exerceu seu mandato de 2001 a 2004. 

“Meu pai sempre foi nosso espelho político, a quem temos uma grande admiração. Foi um grande articulador político em Atalaia, um dos maiores articuladores do nosso município. Por me espelhar tanto em sua trajetória, hoje continuo nos bastidores da política atalaiense, articulando grupos”, destaca seu filho o ex-vereador Toninho Miranda.      

A trajetória do ilustre atalaiense Jaime Miranda da Costa foi interrompida precocemente no dia 04 de junho de 1994, deixando uma grande lacuna na sociedade de Atalaia. Tinha 51 anos de idade. Foi vítima de edema pulmonar e cardiopatia, falecendo no Pronto Socorro do Coração (PRONTOCOR), em Maceió.

Seu exemplo de dedicação ao serviço público e compromisso com o bem-estar dos cidadãos continua a ser honrado pelos seus familiares e sempre lembrado por aqueles que tiveram o privilégio de privar da sua companhia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias