E-mail

atalaiapop@hotmail.com

WhatsApp

82 9 9131 8010

Júnior Vigário
Prefeitura Municipal de Atalaia
Câmara Municipal de Atalaia
Bullying na Escola

Quando seu filho está praticando bullying, o que fazer?

Psicopedagoga fala sobre o papel da escola e dos pais no combate à prática

Educação É Transformação

Educação É TransformaçãoEste espaço é para divulgar assuntos relacionados a boa prática da Educação e o seu papel transformador!

12/09/2018 18h47
Por: Phablo Monteiro
Fonte: Camila Borba - P+G Comunicação Integrada
345
A prática do bullying é comum principalmente no meio escolar
A prática do bullying é comum principalmente no meio escolar

Bullying é o termo utilizado para descrever atos de violência, seja física ou psicológica, praticados por um indivíduo ou grupo em quem sofre com o ato. A prática do bullying é comum principalmente no meio escolar e, por isso, tem ganhado um olhar específico dos profissionais da educação, com o objetivo de combater e instruir os professores, a equipe pedagógica e, principalmente, pais e responsáveis.  

Segundo a psicopedagoga e especialista em gestão escolar, Ana Regina Caminha Braga, é importante olhar para os dois lados: o de quem sofre e o de quem pratica o bullying.  “Os olhares estão sempre relacionados a vítima, mas e o agressor? Como é realizado o acompanhamento e até mesmo as orientações? Esse sujeito precisa ser analisado pelo pedagogo, psicólogo e demais profissionais, caso necessário”, explica.

 

O agressor deve ser visto como uma pessoa que tem em sua maioria, uma satisfação em machucar, denegrir, depreciar e agredir o outro por vários motivos, sejam eles de cunho racial, por alguma deficiência, classe social, religião, etnia, gênero, entre outros. Para Ana Regina, a escola deve agir imediatamente, pois para a instituição não importa o motivo e, sim, como o agressor será tratado. Nesses casos é relevante observar e acompanhar os alunos não só em sala, mas a todo momento dentro do ambiente escolar.

Após identificar o agressor, a orientação combinada entre psicólogos, psicopedagogos e família, devem ser seguidas rigorosamente. “O agressor nem sempre deixa explícito sua vontade ou atitudes em machucar o outro, seja ela verbal ou fisicamente. Os prejuízos psicológicos para a pessoa que pratica o bullying também devem ser tratados com máxima cautela. Precisamos sempre olhar o dois lados da moeda”, completa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Atalaia - AL
Atualizado às 03h08
25°
Chuva Máxima: 25° - Mínima: 19°
25°

Sensação

7.2 km/h

Vento

92.9%

Umidade

Fonte: Climatempo
O Melhor Conteúdo da Cida
Professor Lesso
Escolinha Santo Amaro
Vereador Marcos Rebollo
Alexandre Tenório
Vereador Ricardo Calheiros
Rede OrtoEstética
Vereador Marivaldo Souza
Vereador Quinho do Portão
Vereadora Maria da Comesa
Vereador Toni Barros 2
Últimas notícias
Centro Educacional O Pequeno Príncipe - CEPP
Vereadora Neide Miranda
Mais lidas
Clínica Himagem
Loja Império
WebFiber - Internet Banda Larga
Jal Gomes Fotografias