História Homenagem

José de Miranda Cabral

Foi por três mandatos consecutivos Conselheiro Municipal de Atalaia.

16/05/2021 09h17 Atualizada há 3 semanas
655
Por: Phablo Monteiro
José de Miranda Cabral, é irmão do ex-prefeito Manoel de Miranda Cabral.
José de Miranda Cabral, é irmão do ex-prefeito Manoel de Miranda Cabral.

Em 23 de maio de 1886, nascia em Atalaia, no estado de Alagoas, JOSÉ DE MIRANDA CABRAL, o quinto filho do Coronel Cândido Raymundo de Miranda e de Maria Cândida Cabral Medeiros (de Miranda Cabral).

Seu pai ocupou altos postos na Guarda Nacional em Atalaia e também foi vereador, exercendo a função de presidente da Câmara em 1886.

É irmão do ex-prefeito de Atalaia, Manoel de Miranda Cabral.

José de Miranda Cabral trabalhou na Coletoria de Rendas Federais em Atalaia, na função de 1º Juiz Substituto Federal.

Com 31 anos de idade, casa-se em 21 de novembro de 1917, com a jovem ROSA TOLEDO CABRAL (Loló), de apenas 17 anos, filha do Tenente Eustáquio Toledo Machado e de Júlia Toledo Cabral.

Desse matrimônio nascem nove filhos: Amália, Neusa, Albertina, Alberon, Alba, Antônio, Maria, Adelmo e Aline.   

Agricultor, foi proprietário da Fazenda Burarema. Também residiu na antiga Rua Praça Pedro Cabral.

Deixando o comando da Fazenda Burarema, passa a residir com sua família no Engenho Campina, em Atalaia, onde exerceu a agricultura para subsistência de sua família e também para comercialização na região. Plantava milho, algodão, entre outros gêneros alimentícios.

Seu ingresso na política local acontece no inicio da década de 20, do século passado, exercendo três mandatos consecutivos no Conselho Municipal, que representava na época o que hoje é a Câmara de Vereadores.

Concorre ao cargo de conselheiro municipal na eleição de outubro de 1920, obtendo 136 votos e sendo eleito para o biênio 1921 a 1922.

Com 122 votos é reeleito na eleição de outubro de 1922 e exerce seu segundo mandato de conselheiro municipal de 7 de janeiro de 1923 a 7 de janeiro de 1925. Neste período, foi vice-presidente daquele Poder Legislativo.

Reeleito pela segunda vez, na eleição de 1925, tendo obtido nas urnas 227, para exercer seu mandato no triênio 1925 a 1928. Foi eleito vice-presidente em 1925 e 1º secretário nos demais anos.

Na eleição seguinte, em outubro de 1928, dá lugar ao seu irmão Cícero de Miranda Cabral, que eleito passa a ser o representante desta tradicional família atalaiense no Poder Legislativo.

Em sua residência, na Fazenda Campina, faleceu no dia 6 de fevereiro de 1960. Tinha 74 anos de idade.

“Meu pai sempre nutriu o interesse pela informação, pelo que acontecia no mundo, apesar de toda dificuldade para ter acesso às noticias, naquela época. Lia jornais e gostava de transmitir aquelas informações para os funcionários. Gostava das coisas boas, podendo, buscava sempre o melhor para sua família. Gênio forte, personalidade forte, mas sempre muito agradável, estimulando seus filhos para o mundo. Um pai muito afetivo, presente, que gostava de contar historias, jogar com a família e de cantar”, destaca sua filha Aline de Miranda Cabral, que reside em São Paulo desde 1965.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias