História Homenagem

Industrial Olival Tenório Costa

Agropecuarista e industrial nascido em Atalaia, Olival Tenório faleceu em 2013, aos 91 anos de idade.

10/04/2021 18h09 Atualizada há 4 semanas
640
Por: Phablo Monteiro
Olival Tenório da Costa, nasceu em Atalaia em 1922.
Olival Tenório da Costa, nasceu em Atalaia em 1922.

Olival Tenório Costa nasceu no município de Atalaia, Estado de Alagoas, no dia 8 de novembro de 1922. Foi o segundo filho de José da Costa Tenório e Isabel Tenório Cavalcante. Seu pai era sobrinho do ex-Intendente (prefeito) de Atalaia, João Evangelista da Costa Tenório e foi um dos grandes agricultores atalaienses na primeira metade do século XX.

Oriundo de uma família numerosa, composta por sete irmãos, desde jovem se destacou por seu espírito pioneiro e empreendedor.

No ano de 1945, Olival Tenório formou-se engenheiro químico industrial pela Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Nesta mesma época, casa-se com sua prima, Edna Tenório Costa, filha do ex-prefeito de Atalaia, José Tenório de Albuquerque Lins, o Major Zé Tenório. “Mostrando-se um marido e pai exemplar para seus quatro filhos - Tereza, Maurício, Isabel e Marcelo - e, posteriormente, também avô carinhoso de 16 netos, oito bisnetos e um tataraneto”, como destaca sua neta Marla Tenório, em reportagem para o site da Associação Brasileira de Quarto de Milha.

Olival Tenório e esposa. Fonte: Site ABQM.

O atalaiense Olival Tenório trabalhou como químico na Usina Uruba, pertencente ao Grupo Gondin, antes de iniciar sua vida empresarial no ano de 1958, quando adquiriu, em sociedade com seu sogro José Tenório de Albuquerque Lins, o Engenho Ilhota, no município de Boca da Mata – AL, atualmente Usina Triunfo Agroindustrial. 

Em 1971, ainda em sociedade com seu sogro, adquiriu a Usina Porto Rico, a princípio localizada no município de Colônia Leopoldina – AL, e depois transferida para o município de Campo Alegre – AL. Após essa aquisição, nessa mesma época, resolveram terminar a sociedade, ficando o empresário Olival Tenório com a Usina Porto Rico. Homem empreendedor, Olival Tenório reativou à unidade de Colônia Leopoldina, denominada posteriormente como Destilaria Autônoma Porto Alegre.

Atualmente administrada por seus filhos e netos, a usina Porto Rico é considerada uma das mais importantes indústrias do estado de Alagoas, atendendo ao mercado interno e exportação.   

Alguns anos após o término da sociedade com o ex-prefeito Zé Tenório, ele fundou o Grupo Olival Tenório, composto pela Usina Porto Rico, Destilaria Autônoma Porto Alegre, Importadora Auto Peças, Importadora Pneus e a Agropecuária Olival Tenório - sua maior paixão.

Conselheiro do Sindaçucar Alagoas, o empresário assumiu pelo período de 1968 a 1971 a presidência daquele Sindicato. “Como ex-presidente do nosso Sindicato e líder setorial marcante em seu longo trajeto, Olival Tenório foi responsável por ações que integraram o pólo agroindustrial canavieiro alagoano com destaque no cenário nacional. A sua simplicidade – que era acompanhada de muita seriedade e dedicação aos negócios e a atividade setorial alagoana – o dignificava como um dos mais marcantes líderes na história do nosso setor”, afirmou o presidente do Sindaçúcar-AL, Pedro Robério Nogueira.

Destacou-se no cenário brasileiro como um dos maiores criadores da raça Nelore, sagrando-se 11 vezes Campeão Nordestino e Tricampeão Nacional consecutivo em Uberaba (MG), com um plantel de qualidade reconhecida por todos. Em 2014, seu criatório foi um dos homenageados durante a comemoração de 80 anos da Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), realizado em Uberaba

Foi também um dos introdutores da raça Quarto de Milha em Alagoas, quando, em meados dos anos 1970, adquiriu algumas matrizes de tradicionais criatórios da região de Presidente Prudente (SP), como Swift King Ranch (SKR), Haras GR, do titular Geraldo Ribeiro de Souza, e do Pruden Haras, de José Carlos Delfim Miranda, bem como algumas matrizes importadas, filhas dos mais importantes garanhões da raça na época.

O criador, empresário e industrial, Olival Tenório Costa faleceu no dia 6 de maio de 2013, aos 91 anos de idade, mas deixou um legado de competência e visão na indústria e na criação dos cavalos Quarto de Milha no Estado de Alagoas.

Seu corpo está sepultado no cemitério Parque das Flores, em Maceió.

Em 2015, foi homenageado pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha, entrando para o hall da fama de criadores, tendo seu nome eternizado na história do Quarto de Milha.

Em Campo Alegre, foi homenageado com seu nome eternizado no Fórum Olival Tenório Costa e em um conjunto habitacional de 420 unidades habitacionais.

Conjunto Habitacional Olival Tenório, em Campo Alegre - AL.

* Com informações do site da Associação Brasileira de Quarto de Milha, Sindaçucar AL e Prefeitura de Campo Alegre.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias