Câmara Municipal Solicitação

Vereador Marcos Rebollo solicita a criação de abrigo para animais abandonados em Atalaia

Marcos Rebollo também pede que Executivo faça um convênio com clínicas veterinárias da cidade, para a castração desses animais.

24/03/2021 18h19 Atualizada há 3 semanas
344
Por: Phablo Monteiro
Vereador Marcos Rebollo participando da sessão ordinária da Câmara de Atalaia.
Vereador Marcos Rebollo participando da sessão ordinária da Câmara de Atalaia.

Atalaia poderá ganhar um abrigo para acolher animais em situação de abandono e violência. A proposta foi apresentada pelo vereador Marcos Rebollo, que solicitou do Poder Executivo, na sessão ordinária desta terça-feira (23), a criação de um Abrigo Público Municipal para animais domésticos abandonados na cidade. 

A sessão foi realizada de forma on-line como medida de prevenção ao contágio do novo coronavírus.  

“Um problema recorrente hoje nas cidades é a presença de animais abandonados, perdidos ou que vivem nas ruas, sujeitos a todo risco de doenças, acidentes e maus tratos. Outras cidades estão adotando esse tipo de acolhimento de animais. Aqui na cidade tem muitos animais nas ruas, inclusive cavalos, burros e jegues, causando perigo para a população na BR-316”, destacou o vereador em suas redes sociais.

Uma outra Indicação do vereador Marcos Rebollo também é voltada para a proteção animal, onde solicita que a prefeita Ceci Rocha faça um estudo de viabilidade para instituir no município um convênio com clínicas veterinárias do município de Atalaia, para que faça a castração de cães e gatos.

Marcos Rebollo enfatizou a importância de que se tenha um controle de natalidade dos animais que estão na rua, pois o descontrole da natalidade desses animais pode causar sérios riscos à saúde pública.

São muitos os animais em situação de abandono nas ruas da cidade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias