Política Eleições 2020

Em entrevista, Neto Acioli reafirma pré-candidatura a vereador e destaca importância de renovação no Legislativo de Atalaia

Neto Acioli é filiado ao Progressistas e se prepara para disputar a sua quarta eleição.

29/07/2020 23h00 Atualizada há 4 dias
586
Por: Phablo Monteiro
Neto Acioli é filiado ao Progressistas.
Neto Acioli é filiado ao Progressistas.

Com a proximidade do período eleitoral, é cada vez mais importante a realização de diálogos sérios que falem sobre política, sobre eleição e sobre a Atalaia de hoje e sua projeção para o futuro. 

Com esse objetivo, o site Atalaia Pop, na tarde desta quarta-feira (29), entrevistou o pré-candidato a vereador de Atalaia, pelo Progressistas, Neto Acioli. 

Neto Acioli é natural do município de Atalaia, tem 46 anos, é agricultor e reside no Povoado Mato Grosso, próximo a Copervales. É atual segundo suplente de vereador pela Coligação ACREDITAR PARA AVANÇAR l. Casado com Cecília Medeiros, é pai do Renato, Raysa e Ronny. Avô de Renata e Manú. 

Ex-secretário de agricultura do município na última gestão do ex-prefeito Zé do Pedrinho, o pré-candidato fez parte do movimento pela reabertura da antiga Usina Uruba, hoje Copervales e destaca a importância de uma Câmara com importantes renovações para a Legislatura 2021 a 2024. 

Você pode ouvir a entrevista completa no player logo abaixo:

Atalaia Pop – Nesta eleição estimasse uma renovação no Poder Legislativo de Atalaia de 30 a 40%, o que resultará em quatro ou cinco novos vereadores. Em sua opinião, qual a importância de uma maior renovação no Legislativo municipal?

Neto Acioli – Essa importância é clara. Quando em 2012 criamos o PRTB, já foi com esse objetivo, de tentar uma facilidade maior de conseguir obter vagas na Câmara de Vereadores. Foram eleitos o Ricardo Calheiros e o Marcos Rebollo, que faziam parte do PRTB. Já em 2016, fiz parte do PSDB do ex-prefeito Zé do Pedrinho, ficando como o 15º mais votado no geral. Agora recebi o convite para o Partido Progressistas, do deputado federal Arthur Lira. Para mim foi motivo de uma grande satisfação ter ido para o PP, também por conta do deputado estadual Davi Davino, pré-candidato a prefeito de Maceió, que também é do Progressista e isso foi mais um incentivo. 

Atalaia Pop – O senhor é um político conhecido no município e que acompanha o desenvolvimento político da cidade. Então, qual a sua avaliação do desempenho da atual Legislatura Municipal nesses três anos e sete meses?

Neto Acioli – De zero a dez, acredito que uma nota seis. A maior parte da população, por conta de alguns descasos no município, quer criticar não sei se de forma construtiva ou no intuito de atrapalhar a gestão do prefeito, só culpando o Poder Executivo. Mas, acho que o Legislativo ele é cúmplice de qualquer coisa que acontecer no município, por conta do Executivo. Na realidade, o vereador é um funcionário do povo e seu dever é legislar para o povo. Seu dever é fiscalizar, cobrar do gestor se realmente as coisas estão funcionando. Então, acho que os vereadores têm sua parcela de culpa quando a coisa não está indo por um caminho muito certo. Não parte só do prefeito, pois se cada vereador tomar conta de um região, abraçar um região e tentar dar o que tem de melhor, a coisa funciona e a tendência é andar melhor.

Atalaia Pop – Legislar e fiscalizar são as principais funções dos vereadores. Baseado em sua resposta anterior, o senhor acredita que não há mais espaço para quem se limita a essas funções, o trabalho social também tem que estar presente?

Neto Acioli – Sim. O trabalho social do vereador é mais uma maneira de manter sua base eleitoral, isso no meu ponto de vista. É bom sim um trabalho dessa forma, mas para a população em geral é trabalhar em prol do município, em prol da população. Tem que saber como é que anda a Saúde, a Educação e a Segurança do nosso município. Se a Infraestrutura do município está funcionando. O trabalho social é bom, mas precisa legislar em prol do município.

Atalaia Pop – Em 2008 o senhor teve 400 votos. 2012 foram 490 votos. Na última eleição, em 2016, foram 696 votos. Isso mostra uma evolução de votos. O que se deve essa evolução, a população passou a conhecer mais o Neto Acioli, passou a ter mais confiança nessa possibilidade de representação na Câmara?

Neto Acioli – Tenho certeza que sim. Na gestão do ex-prefeito Zé do Pedrinho fiquei a frente da Secretaria de Agricultura e tive a sorte e a oportunidade que o ex-prefeito Zé do Pedrinho, meu amigo particular, que Deus o tenha, em ter me confiado esta pasta e ter surgido a reabertura da Usina Uruba, hoje Copervales. Ali o ex-prefeito me deu carta branca. Sabemos que a estrutura da Secretaria de Agricultura do município não é essa coisa toda, mas me deu a estrutura dentro das possibilidades do município. Isso foi muito importante. Lutei muito junto com o prefeito, para a reabertura da Copervales, que graças a Deus hoje está funcionando e sabemos que é a maior empresa que emprega direta e indiretamente a população de Atalaia. Isso o povo viu o meu empenho e reconheceu, com isso tivemos um crescimento de mais de 50% de uma eleição para outra.

Atalaia Pop – O senhor tem uma relação muito próxima com a direção da Copervales, chega a ser até familiar. Qual a importância da Copervales hoje para Atalaia e também a importância de ter um representante do povo que seja mais próximo desta importante indústria?

Neto Acioli – A relação familiar é porque o Túlio Tenório, diretor-presidente da Copervales, é primo legitimo do meu pai. O Juarez Acioli, diretor-financeiro, também é primo do meu pai. Além de primos, somos vizinhos de propriedade e criados juntos. Então, temos uma afinidade boa. Uma indústria como a Copervales, ter um representante na Câmara de Vereadores do município, só tem a trazer algum beneficio, seja para a indústria, seja para o município, pois faz aquela ponte. Quando estive com o prefeito Zé do Pedrinho e agora com prefeito Chico Vigário, sempre procuro fazer essa ponte entre a cooperativa e o município, pois é uma cooperativa onde a maioria dos funcionários são atalaienses, se Deus quiser, a partir de 2021, pretendo lutar por isso cada vez mais.

Atalaia Pop – Então, uma parceria ainda maior entre município e Copervales, será uma das bandeiras que caso venha a se confirmar sua candidatura e uma campanha vitoriosa, o senhor pretende carregar?

Neto Acioli – Tem até algumas conversas onde dizem que é o candidato da usina. Mas, não é o candidato da usina, é porque tenho uma certa afinidade não só com a diretoria, mas com quase todos os 140 cooperados que tem lá. Me dou bem com todo mundo lá, do gerente-geral até o trabalhador rural. Com todos lá tenho uma certa aceitação.

Atalaia Pop – O senhor foi secretário de agricultura na gestão do ex-prefeito Zé do Pedrinho, é agricultor e, portanto, tem uma visão ampla neste assunto. Qual a importância da agricultura para o município de Atalaia?

Neto Acioli – A importância é grande. Não só por conta da Copervales. Eu quando estive secretário da Agricultura tentei levar para os Assentamentos da Ouricuri o Programa do Leite, mas infelizmente terminou não dando certo. Mas, tentamos, foi colocado um filtro na sede do Povoado Ouricuri para facilitar a venda do leito do pessoal da região. Acho que a Secretaria deve ser vista com outros olhos pelo gestor do município, pela Câmara de Vereadores, porque na realidade o que vem para a nossa cidade, 70% ou mais vem do homem do campo. Então, o homem do campo merece e tem que ser visto com outros olhos, ser mais bem assistido pelo Poder Público do município.

Atalaia Pop – Filiado ao Progressista o senhor é apontado como um dos favoritos para uma das cadeiras da Legenda na Câmara Municipal. O quão forte entra o Progressistas de Atalaia nesta eleição?

Neto Acioli – O Progressistas lançará vice-prefeita, a vereadora Maria da Comesa. Pretendemos, se Deus quiser, conseguir uma quantidade de vagas, onde uns falam que são duas e outros três. O Partido Progressistas em Atalaia, com o vice-prefeito, com três vereadores eleitos na Câmara, um partido que tem um deputado federal que é o braço direito de Atalaia, uma pessoa muito ligada a vereadora Maria da Comesa e ao prefeito Chico Vigário. Então, o partido reacendeu em Atalaia. Um partido que tinha uma vereadora e pode passar a ter três vereadores e a vice-prefeita da cidade, acho que o município só tem a ganhar com isso.

Atalaia Pop – A indicação da vereadora Maria da Comesa para compor a chapa majoritária na provável candidatura a reeleição do prefeito Chico Vigário, o quanto essa indicação é um fator positivo?

Neto Acioli – Hoje o prefeito tem 90% da classe política de Atalaia. Está com o MDB com praticamente quase todos os vereadores e chega o PP com um grupo bom e jovem, com vontade de ir pra luta. Acredito que será muito boa a disputa. Acredito que o prefeito nesse pleito de 2020, deve entre PP e MDB, chegar na faixa de 10 a 11 vereadores. Terá quase 100% de representantes na Câmara. É uma agregação de forças, pois é uma vereadora de cinco mandatos, com história na Comesa. Todos do PP ficaram felizes quando soube que o prefeito fez esse convite a Maria da Comesa. Fortaleceu muito mais o Progressistas. O deputado federal Arthur Lira tem na Maria o seu braço direito e Atalaia só tem a ganhar com esse fortalecimento do PP. Foi o que nos fez migrar para o PP.

Atalaia Pop – Neto, o quanto fazer parte do grupo político que tem como chefe no Estado de Alagoas o deputado federal Arthur Lira, parlamentar que mais recursos trouxe de Brasília para nossa cidade, fortalece o discurso de campanha do grupo?

Neto Acioli – É uma ponte forte do município com o Governo Federal. É muito bom. Particularmente não voto no deputado Arthur Lira, voto no deputado Sergio Toledo, meu amigo há quase 15 anos, desde que era deputado estadual. Hoje é federal. É um homem de bem e que tem raízes em Atalaia e é mais um braço forte que temos em Brasília. Ele será mais uma ponte que teremos em Brasília. Ao invés de um, teremos dois. O deputado estadual Davi Davino também, um cara que tem um trabalho exemplar na área da Saúde e tenho um acesso a ele direto. Tenho um sonho de ver nossa cidade cada dia melhor, voltando a sorrir.

Atalaia Pop – Parcerias com deputados federais, recursos vindos de Brasília, se escuta muito. Mas, não sei se pela falta de um representante filho da terra, parcerias vindo da Assembleia não são tantas. Qual a importância da cidade ter um contato mais próximo, para trazer benefícios para Atalaia?

Neto Acioli – Na área da saúde o deputado Davi Davino tem a Fundação Brasil em Maceió, com quatro instituições e está abrindo agora a quinta. Caso eleito, temos um projeto que se Deus quiser, a partir de 2021, como Atalaia é uma cidade central, de trazer uma instituição da Fundação Brasil para Atalaia, visando fortalecer e atender melhor ao povo de nossa cidade. É como falamos no inicio, é a parte social. É algo oficializado, que está tudo certo. O deputado Davi Davino deve isso ao ex-senador Benedito de Lira, que foi o braço direito para que se concretizasse esse trabalho. Há quatro anos conheci e comecei a apoiar o deputado Davi, que em Atalaia teve 519 votos, o que fortaleceu o laço de amizades. É um cara que eu sempre quando preciso, ligo e a gente se encontra sempre. Hoje ele é um forte pré-candidato a Prefeitura de Maceió.

Atalaia Pop – O senhor já falou aqui que vai apoiar a provável candidatura a reeleição do prefeito Chico Vigário, até pela parceria entre MDB e Progressistas. Mas, um dado interessante é que nas últimas três eleições o senhor esteve em palanques opostos ao prefeito Chico Vigário?

Neto Acioli – Recebi um convite do presidente da Câmara, o vereador Alexandre Tenório, que é meu amigo de infância, para conversarmos, pois na política não acredito que exista inimigos, mas sim adversários. Fui candidato três vezes com o ex-prefeito Zé do Pedrinho. Tinha uma amizade muito grande e muito boa com ele. Sou amigo-irmão dos dois irmãos dele, que chamo até de parente. O Gerson Lopes foi casado com a minha prima. O Dr. Gedilson que já foi secretário de Saúde do município de Atalaia, é também muito meu amigo. Ambos me apoiam nesse projeto da Câmara. Comecei minha vida pública com o ex-prefeito Zé do Pedrinho. Fui convidado pelo vereador Alexandre e fui conversar com o Chico, que me convidou para tomarmos um chá e quando eu tô, eu tô. Não gosto de abrir, vamos até o final e se Deus quiser vai dar certo.

Atalaia Pop – Tendo acompanhado muito próximo as últimas eleições do Zé do Pedrinho, as composições políticas do grupo na época, sabemos que nesse último mandato dele, ele pegou um município totalmente desorganizado. Tentou realizar ações, mas não conseguiu e com isso as dificuldades foram aumentando. Acredita que por conta desse período conturbado que Atalaia viveu, de dois prefeitos em quatro anos, dificultou muito as coisas para o prefeito Chico Vigário?

Neto Acioli – Sim, dificultou um pouco. Mas, também achei que ele no inicio, nos dois primeiros anos da gestão, deixou a coisa correr meio frouxo, como fala na linguagem popular. Depois ele começou a tomar as rédeas e quando tomou as rédeas voltou a ser o Chico de antes, que foi eleito e reeleito. Um adversário quase imbatível. As coisas começaram a mudar de figura. Tanto que você vê hoje as coisas melhorando e a cidade sendo reconstruída num espaço curto de tempo. Isso é a prova de que ele voltou a ser o Chico que foi nas suas gestões anteriores. Acredito que quando quer trabalhar, ele sabe trabalhar e político, até que provem o contrário, ele é um dos maiores lideres políticos do nosso município.

Atalaia Pop – O senhor acredita que nesse último um ano e sete meses da gestão do prefeito Chico Vigário, foi de recuperação administrativa do município de Atalaia?

Neto Acioli – Foi uma recuperação administrativa. Nos dois primeiros anos entregou as rédeas ou se ausentou, eu não sei. Mas, quando tomou os arreios a coisa começou a funcionar. A cidade está se ajeitando. Acredito que ele com a oportunidade de mais quatro anos e com uma Câmara de Vereadores com pensamentos diferentes, com pessoas novas, jovens, com pensamento de mudança na administração do município, cobrando mais, fiscalizando mais, a coisa vai fluir melhor.

Atalaia Pop – O atalaiense já estava acostumado a essa polarização do ex-prefeito Zé do Pedrinho, que faleceu recentemente e o prefeito Chico Vigário, sempre em pólos opostos. A força do Zé do Pedrinho vinha também muito do seu carisma, do seu contato próximo ao povo, onde na campanha sabia fazer isso como ninguém. Zé do Pedrinho tem raízes em Atalaia. O senhor acredita que uma candidatura que não traga essas raízes pode ter a condição de, entre aspas, tomar o lugar do Zé do Pedrinho e fazer essa polarização?

Neto Acioli – Eu acredito que o ser humano é insubstituível. O Zé do Pedrinho é o Zé do Pedrinho, não adianta agora querer dizer que vai ocupar o lugar dele. Ninguém vai ocupar o lugar do Neto, ninguém vai ocupar o lugar do Phablo, ninguém vai ocupar o lugar do Chico Vigário. Pode querer tentar, mas ser é complicado. O Zé era aquela pessoa alegre, com as portas de sua casa abertas para todo mundo. Podia chegar na casa do Zé do Pedrinho do usineiro ao gari. Era um cara alegre, que tinha o prazer de viver. O Zé do Pedrinho foi criado com o meu pai. Nasceu na Usina Uruba, filho da terra, do nosso município. Durante a eleição e fora da eleição, tínhamos uma amizade estreita. Não tenho nada contra a qualquer outra candidatura, de qualquer outra chapa. Tenho até parente meu hoje infiltrado lá. Tive contato com a pré-candidata, uma pessoa jovem, alegre, gente boa também. Não é por estar ao lado do prefeito, que posso dizer ao contrário. Agora, Atalaia é Atalaia.

Atalaia Pop – Falando sobre a campanha, as convenções estão se aproximando. Essa limitação devido a pandemia do covid-19, que se faz necessário ter medidas de isolamento social, que vai dificultar certamente esse acesso do político ao seu eleitor. Com isso o senhor acredita que nestas eleições as redes sociais vão assumir um papel decisivo?

Neto Acioli – As redes sociais, posso dizer a você que hoje é 60% ou mais da campanha. Com relação a pandemia e a esse distanciamento social que você falou, isso acho que o maior prejudicado é aquele candidato que tem uma grande rejeição e quer fazer a sua base no corpo a corpo, na base da pressão e levando o eleitor quase amarrado. Modesta a parte, mas a gente que tem o nome limpo  na cidade, uma aceitação boa, acredito que é até melhor. O eleitor não vota forçado. Ninguém é obrigado a votar em quem quer que seja. Ele já sai de casa com o candidato na cabeça e vai direto pra urna votar. Então, pra quem tem o nome leve, o nome limpo, é ficha limpa, fica mais fácil. Temos o contato os quatro anos, conheço pessoa por pessoa em Atalaia e, graças a Deus, tenho aqui um grupo bom de amigos.

Atalaia Pop – Pra encerrarmos o nosso bate-papo, gostaria de deixar o senhor com suas considerações finais, para deixar uma mensagem a população atalaiense?

Neto Acioli – O que tenho a falar ao povo atalaiense é que estamos numa pré-candidatura, não tem ninguém com candidatura registrada ainda. Mas, pretendo sim ser candidato a vereador do nosso município. Que a população olhe direito a situação, analise os pré-candidatos. É entregar nas mãos de Deus, pois cada passo que a gente dar, tem que ser guiado por Deus. É como diz o nosso Presidente Bolsonaro, que sou fã. Que o atalaiense pense direito, pois quando pensa errado, são quatro anos de sofrimento. Eu quero estar lá para ajudar, para somar, para ajudar a nossa população. Sou de Atalaia, gosto do povo de Atalaia, estudei em Atalaia, minha família toda mora aqui, meu pai mora aqui, meus avôs são de Atalaia. Então, temos aquela raiz em Atalaia. Desejar uma boa sorte a todos os eleitores e aos pré-candidatos também.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias