Pelo 2º ano consecutivo, alunos do CEPP irão representar Atalaia em Festival Estudantil de Teatro

Edição e Fotos: Phablo Monteiro 07/08/2018 20:00  Cidade


O histórico e grandioso palco do Teatro Deodoro voltará a ser atalaiense na tarde do próximo dia 25 de setembro. É que, pelo segundo ano consecutivo, o Grupo Atuar, formado por alunos do Centro Educacional O Pequeno Príncipe (CEPP), irão representar a cidade no Festival Estudantil de Teatro de Alagoas. Para este evento, o Grupo Atuar conta também com o apoio da Prefeitura de Atalaia.

Com texto do ator e professor de teatro Alberto do Carmo, adaptação e direção do professor Dola Rocha, a peça ‘Não me Engane que Sai Caro’, apresenta um roteiro teatral baseado em uma grande comédia que passa no sertão, onde conta à história de um deputado que gosta muito de enganar as pessoas. Foca também na questão dos eleitores. A peça, que terá aproximadamente uma hora de duração, conta com a participação de 14 atores.

O espetáculo trata-se de um texto inédito, que contou também com a colaboração do diretor Dola Rocha, através da sugestão do texto, tendo em vista as crises políticas dos dias atuais no país.

Apesar de ser uma peça teatral cômica, o senso crítico do tema ‘política’ estará fortemente presente durante o espetáculo. “A peça mostrará ao público a importância de se pensar bem antes de eleger um representante da sociedade. É uma mensagem de conscientização bem interessante para o público que estará nos assistindo, sem abrirmos mão da comédia”, destaca o diretor Dola Rocha.

“Junto com os alunos, professores e direção, nos sentimos lisonjeados em mais um ano participar deste espetáculo e pisar no palco sagrado do Teatro Deodoro, onde passa diversos artistas de todo o Brasil. É um grande orgulho representar não só o Centro Educacional O Pequeno Príncipe, mas toda a cidade de Atalaia”, comenta o diretor do espetáculo.

Entre os jovens atalaienses, cinco estreantes no Festival, a exemplo da Dámaris Macena, de 14 anos, aluna do 9º ano, que comenta está muito contente em fazer parte desse projeto. “Estou participando pela primeira vez do Grupo Atuar e estou muito ansiosa para que chegue logo esse dia. Estou ansiosa para subir ao palco do Teatro Deodoro e espero que dê tudo certo”.

De acordo com o diretor Dola Rocha, a experiência adquirida em 2017 será fundamental na participação do grupo este ano. “Essa experiência adquirida em 2017 irá ajudar aos alunos com relação à postura de palco e a uma diminuição do medo de encarar a platéia. O frio na barriga permanece, porém vai ser bem mesmo, pois a grande maioria já teve essa experiência. Outro ponto positivo é que diferente do ano passando, quando abrimos o Festival, esse ano seremos umas das últimas”, destaca.

A diretora do CEPP, Maidy Rocha, comentou sobre seu orgulho em ver jovens talentosos representando Atalaia. “É gratificante e motivo de orgulho ver nossos jovens do Grupo Atuar, pelo segundo ano consecutivo, representar Atalaia neste Festival. Nós do CEPP entendemos que a peça teatral é uma das formas mais expressivas da dramaturgia, capaz de desenvolver competências como a expressão e a comunicação. Somente o fato de participarem já vale o esforço do trabalho desenvolvido”, destaca a Educadora, agradecendo o envolvimento de toda a Escola e a confiança e credibilidade das famílias a esse projeto.

Serão premiados com uma estatueta os melhores em várias categorias, como espetáculo, direção, ator, atriz, entre outras. Em 2017, o espetáculo A História Verdadeira de um Pescador, do Grupo Atuar, foi um dos mais bem avaliados pelos jurados, tendo recebido cinco indicações: Melhor Diretor, Melhor Cenografia, Ator Revelação, Melhor Atriz e Melhor Ator. Recebendo a estatueta como melhor Ator Revelação o aluno Fernando Antônio, de 15 anos.
“O Fernando foi muito bem, assim como os demais alunos. O personagem dele favoreceu e muito. Ele fez um dos pescadores, contracenava com a aluna Iasmin, que fazia o personagem de uma escritora e foi uma cena muito cômica. Ele mostrou calma na sua atuação, na sua entonação de voz”, explica orgulhoso o diretor Dola Rocha.

Fernando Antônio, estudante do 2º ano do ensino médio, destacou sua felicidade em conquistar uma estatueta para o CEPP e para Atalaia. “Foi uma experiência muito emocionante a nossa participação no ano passado. Quando subimos no placo parecia que estávamos em um novo mundo. Agradecemos muito ao Dola pela nossa preparação e esperamos que esse ano possamos nos destacar novamente e trazer mais prêmios, entre eles o de melhor espetáculo”.  O aluno Willames Ferreira foi outro indicado no Festival de 2017, sendo que a categoria de melhor ator.

O sucesso desses jovens este ano depende e muito do apoio que vem da platéia. E, nesse sentido Dola Rocha comenta a importância do apoio atalaiense. “Quem puder comparecer, que vá ao Teatro. O ano passado foi surpreendente, pois tinha um grande público de Atalaia. As Escolas municipais marcaram presença, pois os vereadores adotaram algumas escolas. Foi uma das apresentações que mais teve público. A arte faz com que os jovens saiam desses caminhos incertos, dos caminhos das drogas, da prostituição e outros. É importante que a população vá assistir e prestigiar o Grupo Atuar, que não representa apenas a Escola, representa o município”, concluiu.

O Festival Estudantil de Teatro de Alagoas já está em sua 22ª edição e tem o objetivo de despertar o interesse dos estudantes para o teatro como importante formador de consciência crítica e cultural, tanto para os artistas em particular, quanto para o público de modo em geral, como também revelar, valores que poderão no futuro elevar o nome de Alagoas.

 

Notícias Relacionadas